3 Perguntas Para Sei Shiroma

sei.jpg
Sei Shiroma nos tempos de Ferro & Farinha ambulante

Quando Sei Shiroma desembarcou no Rio, há pouco mais de 6 anos, mal podia imaginar como sua vida iria se transformar do lado de cá do Atlântico Sul… Sei casou com uma brasileira, trocou a publicidade pelas pizzas e começou uma louca aventura a bordo de um forno ambulante, batizado de Ferro & Farinha. Suas pizzas viraram um hit instantâneo e o empreendimento logo ganhou uma loja física, no Catete.

ferrroefarinha
Pizza, pizza e mais pizza!

Pense em pizzas com massa de fermentação natural, coberturas incomuns, como couve marinada no shoyu e gengibre, alho confit e mel picante… e muita dedicação e seriedade no dia a dia de trabalho. Em pouco tempo, os prêmios começaram a pipocar e as filas na porta viraram rotina no minúsculo espaço da rua Andrade Pertence. Resultado: o Ferro & Farinha é considerado um dos melhores lugares para se comer pizza da cidade.

southferro
Salão informal do South Ferro

Em 2016, o inquieto Sei decidiu se lançar em novos voos e abriu o South Ferro, em Botafogo. O novo restaurante mantém o clima descomplicado da sua irmã do Catete, mas vai além das pizzas e oferece um variado e inventivo cardápio, com diversos pratos de inspiração brooklyniana-oriental, se assim podemos dizer. Estão lá os  kimchis, ramens, dumplings, tempurás… e também hambúrgueres, massas, pães… uma explosão de sabores não convencionais! Nos finais de semana, costuma-se oferecer brunchs generosos e também organizam-se eventos temáticos que estão atualizando o paladar do carioca com sabores globais.

Confira o bate-papo que eu tive por e-mail com Sei Shiroma:

1. De onde vem o seu fascínio pela culinária?
Foi uma confluência de fatores: meus pais tinham um restaurante e o meu cotidiano era ver o salão cheio e a cozinha bastante agitada. Eles também me levavam para outros restaurantes e a cultura de comer fora e de cozinhar para servir foram elementos com os quais tive proximidade desde que nasci. E eu assistia muito o canal Food Network e os titãs da época: Emeril Lagasse, Mário Batali, Hiroyuki Sakai e Masaharu Morimoto, do Iron Chef, para mencionar alguns.

2. Sua pizza teve uma ascensão meteórica na cena gastronômica carioca. Você ficou surpreso com todo esse reconhecimento?
Eu me sinto muito honrado e lisonjeado que tantas pessoas reconhecem e desfrutam do nosso trabalho. Eu trato as pizzas do Ferro & Farinha como um estudo que está sempre em progresso, uma pesquisa em curso, de como posso melhorar.

ferrroefarinha2.jpg
A pizza que virou hit

3. Você pode dividir conosco como é o processo criativo ao elaborar seus pratos?
Atualmente, eu tento fazer coisas que são simples e bem executadas. O processo é sempre o mesmo, apurando uma ideia ou inspiração. Uma nova ideia pode surgir de várias maneiras: algo que me inspirou, algo que achei bem mediano e penso em como fazer melhor ou algo que nunca tinha provado, mas fico curioso em provar. O desafio é não complicar e fazer de uma maneira que o cliente entenda o que eu queria comunicar através do prato. Além dos lugares convencionais para quem cozinha profissionalmente, eu me inspiro também com a comida dos outros e com viagens gastronômicas. A música é também uma importante fonte de inspiração, eu escuto uma gama de estilos que podem me influenciar a tomar decisões baseadas na energia de uma só canção.

ramen.jpg
O menu do South Ferro e seu forte sotaque oriental
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s